Como o mundo está sofrendo uma transformação e aceleração digital, os ERP´s ou Planejamentos de Recursos Empresariais estão evoluindo para acompanhar essas demandas exigidas de um mercado conectado, móvel, interativo, competitivo e que ainda impõe agilidade nas tomadas de decisões.

E essas mudanças consolidam a quarta era dos ERP´s, tanto que essa nova geração de sistemas tem um domínio mais amplo: Entreprise Business Capabilities – EBC, que vai além das funções do sistema tradicional de gestão.

O EBC habilita novos negócios, cria, gerencia e entende as informações e integra tecnologias, como: Inteligência Artificial, Internet das Coisas – IoT, Computação em Nuvem, mobilidade, redes sociais, experiência com o cliente no Comércio Eletrônico.

O mercado exige mais do que um software de gestão de dados para controlar o fluxo de trabalho, ter governança, controle, rastreabilidade das tarefas. Essa fase já está sendo superada, dizem os especialistas, segundo a revista Infor Channel, edição 49. As organizações precisam de mais escala, de um sistema que trabalhe em conjunto e comunicação que vá além, até porque há uma grande concorrência com as startups, em que geralmente são muito ágeis nessa transformação digital.

A corrida de mercado hoje é entre quem cria um negócio inovador e uma experiência diferenciada para o cliente.

Estima-se que até o ano de 2023, mais de 60% das organizações terão incorporado em seus sistemas algum ou vários recursos da quarta geração dos ERP´s.

O mundo tem informações circulando por todos os lados nas redes sociais, aplicativos de localização e de bancos. Todas as inovações incorporadas aos ERP´s da quarta geração facilitam a integração as redes sociais, plataformas de vendas e serviços bancários.

“O ERP moderno precisa ser a base da tecnologia e de integração do Big Data, ou seja, pegar essas informações espalhadas, incluindo Internet das Coisas e seus sensores, e conectar esse conjunto de dados para que tudo faça sentido”, ressalta Décio Krakauer, presidente da Ramo Sistemas Digitais.

Sem um ERP qualificado para unificar essas inovações as empresas ficam à margem de ter uma grande variedade de tecnologias e aplicativos que não conversam entre si. Por isso é muito importante optar sempre por softwares que estão preocupados em trazer essas inovações para os clientes.

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Jamila da Silva Nascimento Afonso

Instrutora do Centro de Ensino NORTESYS, Graduada em Ciências da Computação, Pós Graduada em Matemática e Estatísticas.