O comércio eletrônico é uma realidade e vem crescendo incontrolavelmente nos últimos meses. O faturamento do e-commerce no Brasil bateu a casa dos R$ 20,4 bilhões no primeiro trimestre de 2020, que equivale à um crescimento de 26,7% em relação ao mesmo período do ano passado, aponta relatório Neotrust, publicado pela companhia de inteligência de mercado Compre&Confie.

O relatório aponta também que o número de compras subiu 32,6% que equivale a um volume de 49,8 milhões de pedidos somente no primeiro trimestre. Houve uma alta significativa, mas o ticket médio caiu 4,5% em relação ao mesmo período do ano passado. Essa queda no ticket e o aumento do volume em vendas já era esperada por conta da chegada do novo Corona Vírus no Brasil.

O isolamento social que é o recomendado para evitar o contágio do vírus, mudou o padrão de consumo. Só para termos uma ideia, o consumo de internet logo no mês de março atingiu 11Tbps (Tera bytes) nos dias 21 e 22 de março.

“A COVID-19 já provoca mudanças estruturais no hábito dos consumidores de varejo digital. Com as medidas de isolamento implantadas no fim do mês de Março, cada vez mais pessoas optam por adquirir pela internet itens de necessidade básica, como produtos de supermercado ou de farmácia. Enquanto isso, itens de maior valor agregado, como eletrônicos, ficam em segundo plano. Essa conjuntura ajuda a explicar a queda do tíquete médio no período”, explica André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

Os produtos de higiene e saúde, assim como alimentação dispararam em vendas pela internet, o Gel Antisséptico (álcool em gel) teve aumento de 4.261%, seguido de Material de Limpeza (2.520%), Lente de Contato e Acessórios (907%), Termômetros (774%), Nebulizador e Inalador (621%). Veja o gráfico abaixo:

 

Em relação ao faturamento, a categoria que ficou em primeiro lugar foi Saúde (133%), seguida de Beleza e Perfumaria (72%), Instrumentos Musicais (62%), Recargas (49%), Pet Shop (48%) e Alimentos e Bebidas (41%). As categorias que sofreram quedas são Câmeras, Filmadores e Drones (-61%), Livros, DVDs e Blu-Ray (-49%), Eletrônicos (-28%), Relógios e Joias (-24%), Automotivos (-23%) e Games (-23%).

Essa mudança no comércio que está acontecendo, já virou hábito e vai continuar. Pensando nisso a NORTESYS desenvolveu uma série de soluções digitais para o seu negócio migrar para o mundo das empresas conectadas e continuar crescendo mesmo em meio a crise do novo corona vírus.

Uma coisa é certa, o vírus é uma realidade, nós precisamos aprender a conviver com ele, e para as empresas é a hora de se reinventar.
Fica a dica e compartilha esse conteúdo com seus amigos empresários e empreendedores

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Rodrigo Maia

Dir. de Marketing - NORTESYS. Estudante de Publicidade e Propaganda. Designer com mais de 12 anos de experiência, especialista em Design Thinking, apaixonado por marcas e Criador de mais de 100 Marcas, algumas delas no mercado nacional e internacional. Casado, pai de 2 meninos. Hobby: Culinária