A partir do dia 29 de novembro o Pix contará com duas novidades para os clientes, o Pix Saque e o Pix Troco.

Ambos os serviços terão limites de transações e serão sem cobrança para pessoas físicas.

O Pix Saque irá permitir que os clientes possam realizar saques nos pontos que ofertam os serviços.

Os clientes que poderão ofertar esse serviço são os estabelecimentos comerciais (supermercados, farmácias, padarias, postos de combustíveis, lojas entre outras), redes de caixas eletrônicos e os próprios participantes do Pix. Para ter acesso a esse recurso, basta que o cliente faça um Pix para o agente de saque, utilizando o mesmo processo já realizado para fazer uma transferência Pix normal, a partir de um QR Code ou a partir de um aplicativo do prestador do serviço e assim em seguida o estabelecimento entrega o dinheiro em espécie para o cliente.

Para entender melhor essa dinâmica: Um usuário do Pix vai até um supermercado (por exemplo) e faz um Pix no valor de 50,00 para o estabelecimento, sem fazer compras no local. Em seguida, o estabelecimento comercial que atuou como um agente de saque entrega o valor em espécie para o cliente.

O benefício mais palpável é para o cidadão. O cidadão tem uma alternativa a mais para ele fazer o serviço de saque. Por mais que você digitalize, os pagamentos de operações vão ser feitos através de numerário (em dinheiro), isso acontece nas economias mais digitalizadas. E você dá o conforto e a conveniência para o cidadão ter ali perto da sua residência, do seu trabalho, no percurso da casa para o trabalho, no local onde ele faz as compras do dia a dia, um local onde ele pode fazer o saque”, explicou o chefe do Departamento de Competição e de Estrutura do Mercado Financeiro do Banco Central, Ângelo Duarte.

No caso do Pix Troco, a dinâmica é idêntica, com a diferença que o saque de recursos em espécie acontece junto com a realização de uma compra no agente de saque. Por exemplo: O usuário vai a uma padaria (por exemplo) e faz uma compra no valor de 20,00. Para efetuar o pagamento ele faz um Pix de 30,00 para o estabelecimento e recebe 10,00 em espécie.

Limites de saque e operações

 Os limites máximos para transações do Pix Saque e do Pix Troco será de R$500,00 durante o dia e de R$100,00 à noite, entre 20h e 6h. No entanto, os estabelecimentos terão autonomia para ofertarem limites menores, conforme acharem necessário e mais seguro.

Os clientes poderão fazer até oito operações durante o mês gratuitamente de Pix Saque ou Pix Troco.

O estabelecimento comercial receberá uma tarifa por transação, que pode variar entre R$ 0,25 e R$ 0,95, dependendo da negociação com a instituição de relacionamento do estabelecimento. A instituição de relacionamento dos usuário sacados é quem fará o pagamento dessa tarifa.

Com o Pix Saque e o Pix Troco o Banco Central espera continuar a incentivar a digitalização da sociedade nos sistemas financeiros e de pagamentos.

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Jamila da Silva Nascimento Afonso

Instrutora do Centro de Ensino NORTESYS, Graduada em Ciências da Computação, Pós Graduada em Matemática e Estatísticas.