O ramo das lojas virtuais é mais amplo do que muitos empreendedores imaginam, sendo inclusive bastante viável e lucrativa a abertura de um e-commerce de autopeças. De acordo com os dados do e-CommerceBrasil, 82% dos adquirentes de peças e acessórios utilizam a internet, sendo que 39% são compradores frequentes.

Se você tem ou pretende abrir uma empresa no setor de autopeças, colocá-la no cenário digital possibilitará a expansão dos seus negócios. Para conseguir aproveitar essa oportunidade, listamos e explicamos neste conteúdo os quatro passos essenciais para criar um comércio virtual no segmento. Confira!

1. Faça uma pesquisa sobre o mercado e o perfil de consumidor

O primeiro passo é entender o funcionamento do mercado de comércio eletrônico e o comportamento do consumidor que realizará as compras. É preciso ter atenção às peculiaridades do mercado de autopeças. Como as vendas são bastante técnicas, é possível que os consumidores cometam erros.

Para evitar esse problema, deve-se ter muito cuidado com o conteúdo das páginas, que precisam conter descrições claras, completas e voltadas ao consumidor leigo, exceto se o público-alvo incluir mecânicos e outros profissionais do ramo.

Ao fornecer informações detalhadas, as compras são maximizadas e os enganos, minimizados. Entretanto, ainda existe a possibilidade de os consumidores cometerem erros. Por isso, é importante estabelecer uma política de troca transparente e bem definida.

2. Escolha uma boa plataforma de vendas online

Será necessário contratar três serviços básicos para o funcionamento da loja: um serviço para hospedagem, uma plataforma para estruturar o site e um sistema de gestão para gerenciá-lo. Na escolha do servidor, você deverá estudar as seguintes características:

  • uptime: percentual que define a quantidade de tempo que o servidor fica online durante o dia, sendo 100% equivalente a 24 horas por dia;
  • armazenamento: espaço no servidor para armazenar imagens, textos, vídeos, etc.;
  • reputação: pesquise sobre a qualidade do serviço com consumidores ou ex-clientes;
  • preço: valor de contratação para hospedagem, não devendo ser o fator principal a considerar.

Existem plataformas de e-commerce que geram páginas automaticamente, oferecendo leiautes (arranjo das imagens, textos e opções na página) padronizados para escolha, mas também é importante que disponibilizem opções de customizações.

Por fim, é fundamental contratar um sistema de gestão especializado para controlar seu estoque, clientes, fluxo de caixa, etc. Antes de fazer sua escolha, verifique se as seguintes soluções são oferecidas:

  • alteração em massa dos valores das peças;
  • cadastro completo dos clientes;
  • cadastro dos produtos e alocação das suas informações;
  • controle total do estoque;
  • histórico dos pedidos dos clientes.

3. Selecione fornecedores e defina o mix de produtos

Firmar parcerias com fornecedores é obrigatório para receber os produtos, mas é essencial analisar a confiabilidade, o comprometimento com prazos e a estabilidade financeira antes de fechar contrato.

Quanto à definição dos produtos, você se deparará com duas opções: investir em um nicho específico ou em um amplo mix de produtos. A primeira alternativa tem um fluxo menor de clientes, mas o ticket de compras é maior, além de ser mais fácil fidelizar seu público. Já um mix um maior conta com maior fluxo de clientes, porém, as compras são menores.

4. Desenvolva estratégias específicas para a loja online

As estratégias de um negócio físico não serão efetivas no mundo virtual, sendo necessário estruturar planejamentos específicos para um e-commerce. Veja quais são os aspectos diferentes:

  • marketing digital: será necessário investir em uma estratégia de marketing que alcance usuários online;
  • canais de venda: é possível disponibilizar seus produtos em diferentes plataformas, como o Mercado Livre, Facebook, seu próprio site, etc.;
  • presença nas redes sociais: há a possibilidade de criar páginas nas redes sociais mais usadas;
  • segurança das informações: será preciso investir na segurança de dados, como certificados, antivírus para a plataforma, etc.;

Montar um e-commerce de autopeças é uma grande oportunidade de aumentar seus lucros, expandir sua área de atuação e se desenvolver no mercado. Entretanto, é preciso que o empreendedor elabore estratégias específicas para isso.

Assine agora mesmo a nossa newsletter e se mantenha informado sobre novidades como essa!

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Nortesys

Nortesys é uma empresa de tecnologia focada em soluções para gestão empresarial e ERP. Há mais de 20 anos no mercado com uma equipe de profissionais experientes, mais de 1000 clientes e representantes comerciais pelo Brasil a fora.