A tecnologia transformou o mundo e os negócios, atingindo todos os setores da sociedade e da economia. O varejo na era digital, por exemplo, já é uma realidade — e os gestores precisam estar atentos e atualizados para aproveitar as oportunidades de um novo cenário.

Se você procura por mais informações sobre o assunto, encontrou o conteúdo perfeito! Neste texto, você entenderá um pouco mais sobre o consumidor na era da transformação digital e saberá como se adaptar às tendências, correspondendo às novas demandas do setor.

Preparado? Vamos em frente e boa leitura!

O comportamento do consumidor na era da transformação digital

No mundo dos negócios, uma coisa é certa: tudo é volátil e dinâmico. Essas características nos levam a outra conclusão importante: as empresas que não se adaptarem às mudanças estão fadadas ao fracasso.

Nesse sentido, uma das mais recentes disrupturas foi a transformação digital. Com a ascensão, a disseminação e o fortalecimento da tecnologia, a sociedade se tornou mais conectada e as empresas precisam acompanhar esse movimento.

Para conquistar e manter a preferência dos consumidores, todos os portes organizacionais têm de encontrar novas formas de entregar o valor que o cliente busca — e isso certamente passa pela revolução digital.

Hoje, mais do que nunca, o público é bombardeado por uma infinidade de informações e precisa de ajuda para decidir o que fazer. O indivíduo sabe o que quer e tem diversas opções semelhantes à sua frente. Cabe às marcas serem exatamente o que ele busca, entregando um pacote de produtos e serviços que o deixe confortável para efetivar a compra.

As principais tendências do mercado

Agora que você já entende um pouco mais sobre a nova realidade de consumo, é hora de agregar um pouco mais de aplicabilidade à questão. Como é possível se adaptar à nova realidade do varejo digital, modernizando e adaptando sua loja para atender às demandas emergentes?

Cliente à frente e no centro

O novo contexto de mercado exige que as preferências e os hábitos do cliente sejam considerados em primeiro lugar. Isso implica em uma realidade simples de pontuar, mas difícil de implantar com eficiência: o consumidor deve estar à frente das decisões e ser mantido no centro das atenções.

Na prática, essa decisão exige que todo o aparato da loja — do atendimento no PDV ao pós-venda — seja essencialmente pautado nas características do público-alvo, garantindo a identificação com o conceito da empresa e, assim, fidelizando os consumidores.

Interação a qualquer hora e lugar

O varejo na era digital está bastante ligado ao conceito de omnicanalidade — que diz respeito à integração orgânica de todos os canais, online e offline. Por isso, a interação a qualquer tempo e em qualquer mídia, ligando empresa e cliente, é imprescindível ao novo perfil de consumo.

Dessa forma, é importante que o seu negócio esteja preparado para se relacionar continuamente com o mercado, angariando a simpatia e conquistando a preferência.

Arquitetura digital no PDV

A tecnologia também chegou às lojas físicas e transformou o PDV. É comum que as empresas invistam em aparatos modernos para atualizar o espaço.

A adoção dessa prática pressupõe priorizar, dentre outras inovações, a acústica diferenciada e a sinalização digital (com painéis e TVs espalhadas pela loja), por exemplo.

É importante reforçar que a tecnologia viabiliza a entrada do varejo na era digital e serve a um objetivo bastante específico: focar na experiência do cliente, melhorando-a continuamente para que seja possível fidelizá-lo. Por isso, vale a pena investi nela.

Este conteúdo despertou interesse e fez você refletir sobre as demandas do seu trabalho? Então aproveite para compartilhar em suas redes sociais e ajude a propagar este conteúdo a outros gestores interessados no tema. Até a próxima!

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Nortesys

Nortesys é uma empresa de tecnologia focada em soluções para gestão empresarial e ERP. Há mais de 20 anos no mercado com uma equipe de profissionais experientes, mais de 1000 clientes e representantes comerciais pelo Brasil a fora.