Você já ouviu o termo “custódia de cheques”? Sabe o que é? Sabe para que serve?

Este artigo tem por objetivo esclarecer o conceito e apontar as principais vantagens e cuidados que devem ser tomados na utilização desse serviço.

Primeiro vamos descobrir o significado da palavra “Custódia”; que segundo o dicionário português, é: Um substantivo feminino que quando aplicado ao ambiente jurídico representa o “ato ou efeito de proteger, guardar alguém ou algo; proteção, guarda.” Quando aplicado no ambiente do comércio, está relacionado a “guarda de títulos e valores feita por bancos e companhias de seguro contra roubo, incêndio etc.

Percebeu que o termo está diretamente relacionado a guarda, proteção e posse? E é esse realmente o objetivo da custódia, principalmente quando o termo é aplicado ao comércio, que é o que vamos nos ater nesse artigo.

Custódia de Cheques então é uma forma de proteger esse título financeiro?

Sim, a custódia é um serviço oferecido pelas instituições financeiras, de guarda de cheques, essencialmente aqueles cheques pré-datados. Esses títulos podem ser recebidos tanto por uma empresa (pessoa jurídica) como por pessoas físicas, logo é importante ressaltar que o serviço está disponível para ambas as situações, devendo sempre consultar as condições individuais de cada banco.

O serviço de guarda de cheques pelos bancos visa inicialmente proteger esses títulos de incêndios, roubos e extravio, mas também possibilitam aos clientes desse serviço a opção de anteciparem os recursos líquidos desses cheques de forma que o cliente tenha a disponibilidade imediata do dinheiro.

E é isso que tem ocorrido com muita frequência. O serviço vem sendo utilizado pelas empresas como uma forma rápida de obter liquidez em seu caixa. É importante ter o conhecimento de que por se tratar de um serviço, existem taxas cobradas para a concessão desse benefício.

Quais as vantagens então de utilizar a Custódia de Cheques?

As vantagens começam pelo gerenciamento dessas informações, que ao passar a utilizar a funcionalidade que o seu banco disponibiliza, você terceiriza esse serviço.

Veja a seguir:

  • Maior segurança e organização no gerenciamento de cheques pré-datados;
  • Possibilidade de alteração da data de “bom para”;
  • Os bancos controlam as datas de “bom para” e de depósito dos cheques na conta corrente da empresa, tudo de acordo com as datas que você programar;
  • O valor dos cheques é creditado automaticamente na conta do cliente na data programada;
  • Podem ser depositados em custódia os cheques com prazo de 3 dias úteis até 540 dias corridos;
  • Os bancos já disponibilizam o depósito dos cheques por meio de seus aplicativos próprios, dos terminais de autoatendimento ou de qualquer agência;
  • Possibilidade de antecipar os valores dos cheques pré-datados por meio do Desconto de Cheques.

As vantagens podem ser muitas, mas é preciso estar atento aos cuidados que devem ser tomados ao contratar esses serviços. Vamos descobrir quais são esses cuidados?

Cuidados ao utilizar o serviço de Custódia de Cheques:

Como já explanado no artigo, os serviços de custódia permitem com que o detentor do cheque o antecipe no banco, recebendo por eles os seus respectivos valores líquidos, descontados é claro em uma taxa por sua antecipação.

Os cuidados que devem ser tomados dizem respeito principalmente à checagem da origem do cheque, porque embora ocorra o desconto antecipado do título, os bancos não assumem o risco do recebimento dos mesmos. Isso quer dizer que se você custodiar um cheque de terceiro e este terceiro não vier a cumprir com a sua obrigação, o responsável imediato é quem custodia o cheque, tendo que resgatá-lo no banco e quitá-lo.

Um conhecimento elementar para quem trabalha com cheques é entender que o cheque é apenas uma duplicata com registro, ou seja, uma promessa de pagamento de quem o está passando/emitindo com a informação da data em que aquela obrigação financeira será ou deverá ser cumprida, o famoso “bom para”.

Outro cuidado que deve ser tomado é no que diz respeito as taxas para desconto, que em regra representa valores significativos. Por se tratar de um atrativo rápido e muitas vezes necessários para a manter o fluxo de caixa líquido nos negócios, os gestores acabam recorrendo a esse recurso sem antes terem considerado essas taxas como despesas financeiras do período, o que acaba no fim das contas comprometendo o seu lucro. Em alguns casos, esses descontos representam de fato um prejuízo financeiro.

Agora que você já sabe o que é uma custódia de cheques, para que ela serve, e quais as principais vantagens e cuidados devem ser tomados ao passar a utilizar esse serviço, sempre faça um levantamento dos prós e contras em relação ao seu negócio antes de contratá-lo junto ao seu banco.

Outra dica importante é ter como seu aliado um software de gestão empresarial que lhe auxilie na gestão dos cheques recebidos de seus clientes, que faça o controle desde o momento da venda até o seu envio em custódia e posterior recebimento e baixa pelo banco.

Gostou das dicas? Se sim, comente e compartilhe com os amigos!

Um forte abraço e até a próxima!

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Robson Lima

Mestrando em Ciências Contábeis - Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS). Graduado em Ciências Contábeis pelo Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (2014). Especialista em Contabilidade e Direito Tributário no Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (2016). Professor Assistente do curso de Ciências Contábeis (2017-Atual) do Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC). Atua como Consultor Contábil e Instrutor de Aprendizagem na Nortesys Soluções em tecnologia. Tem experiência nas áreas de Gestão de Varejo e Gestão de Estoques. Atuante nas áreas de consultoria empresarial e gestão dos custos operacionais.