Perdas no estoque representam um grande prejuízo nas empresas. Esse setor precisa de um cuidado especial e atenção de seus funcionários a fim de evitar o desperdício de insumos e produtos finais. Portanto, o investimento de controle de estoque é fundamental para o sucesso da empresa.

Neste post, você encontrará os quatro erros mais comuns no gerenciamento de estoque. Fique atento para fugir deles. Boa leitura!

1. Excesso ou falta de produtos

Quando a empresa não tem uma gestão de compra correta, pode ficar com seu estoque muito cheio ou muito vazio. Caso haja sobras, os produtos podem passar da validade e o custo para manutenção do estoque pode aumentar, aumentando a chance de perdas no estoque. Quando há falta, o principal risco é não ser capaz de atender à demanda exigida pela empresa.

Analisar a demanda da companhia, calcular o volume ideal de estoque e prever a queda de vendas em certos períodos podem evitar esse tipo de problema. Para isso, o uso de softwares específicos é de grande ajuda.

2. Falta de integração entre os setores

Apesar de ser subdividida, a empresa é um corpo só e deve estar alinhada sempre tendo um objetivo em comum. Trabalhar cada repartição isoladamente é um grande erro, que pode gerar compras equivocadas para o estoque.

Isso ocorre porque o setor de compras — que renova o estoque — depende dos dados do setor de vendas, o qual escoa a produção. Portanto, o uso de um ERP — software para gestão empresarial integrada — é muito eficiente para centralizar a gestão, evitando compras equivocadas de material.

3. Deixar de realizar atualizações instantâneas

Devido ao dinamismo do mercado, as informações precisam estar sempre em dia. Um grande erro é não registrar instantaneamente a saída ou a entrada de qualquer produto. Realizar essa anotação posteriormente pode acarretar atrasos no ciclo da companhia ou até o esquecimento do repasse de informações, deixando lacunas no estoque e no setor de contabilidade.

Para evitar esse problema, é importante sistematizar o processo de entrada e saída de produtos, para sempre realizar anotações e repasses. Novamente, o ERP é uma ferramenta que permite eliminar esse erro e automatizar a entrada de dados sobre movimentação de artigos.

4. Desprezar a feitura de balanços regulares

Essa atividade é nada mais que realizar a contagem de itens disponíveis em estoque para comparar com os registrados no controle. Essa verificação é feita para identificar falhas, as quais podem causar problemas para o setor de vendas, pois pode acontecer de um produto estar registrado no controle, não existir no estoque e vice-versa.

Para evitar essas perdas no estoque, é importante fazer balanços periódicos, de acordo com a necessidade da companhia. Como pode ser difícil fazer de todo o estoque de uma vez, é possível realizar de pouco em pouco, separando o estoque em categorias.

É preciso ter sempre o controle de seu inventário, a fim de evitar perdas no estoque. Ficar atento a esses problemas pode evitar dores de cabeça e prejuízo para a sua empresa. Uma das principais maneiras de contornar esses equívocos é a utilização de um ERP porque, com suas funcionalidades, ele ajuda no manejo do estoque e automatiza parte do processo, reduzindo o erro humano.

Gostou deste post? Agora que você sabe os erros que geram perdas de estoque, que tal aprender a criar uma planilha para controle eficaz de inventário?

Comentários

comentários


Conheça o ERP da Nortesys

Sobre o autor

Nortesys

Nortesys é uma empresa de tecnologia focada em soluções para gestão empresarial e ERP. Há mais de 23 anos no mercado com uma equipe de profissionais experientes, mais de 11.000 usuários ativos e representantes comerciais pelo Brasil a fora.